30/06/2011

Não me confundas com qualquer coisa travestida, titubeante ou transviada porque eu, decididamente não o sou. E se à noite a minha silhueta te parece turva, dá uma volta à objectiva e ver-me-ás às claras.

3 comentários:

pinguim disse...

Claro!!!!!!!!!!

lampâda mervelha disse...

Na estranheza que a noite possa esconder debaixo das suas saias, existe um mais que olhar. Um pretérito que exige um desprendido de outras noções a que nos habituaram.

Porque de noite, nada existe mais claro que o próprio escuro. Sem filtros ou artimanhas.

"É simples, quando se quer, tudo acontece".

Acontece assim:
http://www.photoblog.com/lampadamervelha

Canephora disse...

não era mais fácil acender a luz?

 
Designed by Lena Header image by Vladstudio